Políticia

Cat-2

Paraíba

Brasil

» » No Rádio Verdade da Arapuan: Cantor e compositor Amado Batista fala dos 40 anos de carreira

O cantor e compositor Amado Batista foi o entrevistado do Programa Rádio Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação desta segunda-feira (13). Durante a entrevista, ele falou do desafio
para escolher aquelas músicas que estariam no CD e DVD Amado Batista - 40 anos (Som Livre), em que regrava ao vivo 17 canções de seu repertório, além de três inéditas. Ele está percorrendo todo o Brasil para fazer o lançamento do seu novo trabalho.
Amado faz questão de ressaltar que a opção por diversificar seu som sempre partiu dele mesmo. O cantor afirma que nunca tolerou pressão para gravar determinada música ou estilo. “Sempre fui livre”, reforça. Amado lembra que, antes de iniciar carreira na música, era dono de uma loja de discos. Foi aí que surgiu o convite para realizar a primeira gravação. “Aquele trabalho acabou me aproximando das gravadoras, já que eu lidava com representantes de todas elas. Um dia, conheci o dono da discográfica Chororó e ele me convidou para gravar. Eu falei: ‘mas você vai me deixar gravar como eu quiser? Se for assim, aceito’”.
Uma das três músicas inéditas é “A Pé Na Estrada”, de Amado e Vicente Dias, já gravada por nomes como Valderi & Mizael, Paixão & Paxá e Milionário & José Rico, entre outros, mas que nunca havia sido registrada por ele. Completam o grupo “Peão de Obra” e “Eu Sou Igualzinho A Você” – esta última, escolhida como primeiro single. “Ela foi composta por um amigo do Espírito Santo, o Elias Wagner, cadeirante desde criança. A letra conta a história de uma menina que se interessa por ele, mas acha estranho o fato do seu pretendente viver em uma cadeira de rodas. Então, ele explica que, na verdade, é igual a ela, tem o mesmo sentimento no coração”.
Quando questionado sobre a faixa etária de seu público, o cantor diz que a renovação de sua plateia acontece naturalmente e não há uma preocupação especial em produzir para os mais jovens: “O amor e o romantismo nunca saem de moda. Mas vocês, jornalistas, acham que é só para velhos. Artistas populares, como eu e Roberto Carlos, são para toda a família”.
Amado Batista confessou que o Rei Roberto Carlos, que despontou na Jovem Guarda, continua sendo o maior ídolo e maior fonte de inspiração para Amado Batista. “Ainda tenho o sonho de gravar com ele”, revela o cantor, que já o encontrou pessoalmente, mas nunca cantou com ele. 




Redação
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Sobre Jacy Mendonça

Filho de Santa Rita, radialista do programa Jornal 100.5 Notícias na 100.5 FM.

Nenhum comentário

Leave a Reply

Caderno de Esporte

Entretenimento

Mundo

Cat-5

Cat-6