Políticia

Cat-2

Paraíba

Brasil

» » ‘País entraria em uma crise ainda pior’, afirma Benjamin ao esclarecer seu voto favorável a Temer

O deputado federal Benjamin Maranhão (Solidariedade), nesta quinta-feira (03), explicou porque votou favorável ao arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). De acordo com o parlamentar, a prioridade agora é evitar que a economia do país fique ainda mais instável.
“A denúncia não apresentou indícios suficientes para que a investigação prosseguisse. Além disso, a instabilidade na economia que o afastamento do presidente traria para o Brasil seria terrível. Isso porque ele ficaria longe do cargo por seis meses até o julgamento no STF. Não seria realizada eleição direta e o país, que agora começa a recuperar sua economia e a elevar os índices de empregabilidade, entraria em uma crise ainda pior”, disse.
Em entrevista concedida ao portal Paraiba.com.br, Benjamin apontou a alta do dólar e o aumento do desemprego como possíveis consequências do afastamento do peemedebista do seu cargo nesse momento: “Ninguém confia ou acredita em um País que poderia ter quatro presidentes em quatro anos”.
Dos doze paraibanos, seis deputados votaram favoráveis ao arquivamento da denúncia contra Temer e cinco pela continuidade das investigações no Supremo Tribunal Federal, um não compareceu à sessão.
Além de Benjamin, Aguinaldo Ribeiro (PP), André Amaral (PMDB), Efraim Filho (DEM) e Rômulo Gouveia (PSD) e Hugo Motta (PMDB) votaram sim ao parecer para que Temer não fosse investigado.
Damião Feliciano (PDT), Luiz Couto (PT), Pedro Cunha Lima (PSDB), Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) e Wellington Roberto (PR), foram favoráveis às investigações. O petebista Wilson Filho se ausentou da votação.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Sobre Jacy Mendonça

Filho de Santa Rita, radialista do programa Jornal 100.5 Notícias na 100.5 FM.

Nenhum comentário

Leave a Reply

Caderno de Esporte

Entretenimento

Mundo

Cat-5

Cat-6