Políticia

Cat-2

Paraíba

Brasil

» » PSDB decide manter Aécio Neves afastado da presidência do partido

Aécio Neves: STF decide hoje sobre prisão preventiva do senadorO senador Tasso Jereissati (CE) continuará como presidente interino do PSDBaté a escolha de um novo nome para comandar a legenda. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira  pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), que permanecerá licenciado do comando da sigla.
“Fiz um apelo em nome da unidade do partido para que o senador Tasso Jereissati continue como presidente do partido e conduza aquilo que é essencial: uma grande discussão do programa partidário junto com vários setores da sociedade civil para que o PSDB volte a representar o que sempre representou e foi essencial ao país”, afirmou.
A ideia, segundo os tucanos, é que o partido antecipe para o fim do ano a renovação de seu programa e as convenções municipais e estaduais da legenda. Pelo cronograma acertado, inclusive com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, a renovação de toda a direção do partido e a apresentação do pré-candidato tucano à presidência da República em 2018 devem ser feitas até dezembro.
Até o momento, despontam como principais nomes do PSDB à sucessão de Michel Temer (PMDB) o próprio Alckmin e o prefeito da capital paulista, João Doria Jr, que já afirmou que não disputaria prévias contra o governador, seu padrinho político. O senador José Serra (SP), candidato à presidência em 2002 e 2010, corre por fora pela indicação do partido.
Questionado se a decisão de se manter licenciado da presidência do PSDB tem relação com as denúncias vinculadas às delações premiadas de executivos do Grupo J&F, que controla a JBS, Aécio desconversou. ” Essa questão está sendo tratada na Justiça”, afirmou.
O senador mineiro está afastado do comando da sigla desde o dia 18 de maio, quando ele, sua irmã, Andrea Neves, e seu primo, Frederico Pacheco de Medeiros, foram alvos da Operação Patmos, deflagrada a partir da delação premiada da JBS. Andrea e Frederico foram presos pela Polícia Federal e o senador, alvo de mandados de busca e apreensão, foi afastado do mandato parlamentar pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). A irmã e o primo de Aécio Neves já foram soltos por decisão do STF e cumprem prisão domiciliar.
Aécio foi gravado por Joesley Batista, dono do Grupo J&F, pedindo ao empresário 2 milhões de reais para o custeio de sua defesa na Operação Lava Jato. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão preventiva do tucano na ocasião, mas Fachin entendeu que, como ele dispõe de foro privilegiado e não foi flagrado cometendo crime inafiançável, não deveria ser preso. Desde então, Janot fez mais dois pedidos de prisão de Aécio Neves, o último deles no início desta semana.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Sobre Jacy Mendonça

Filho de Santa Rita, radialista do programa Jornal 100.5 Notícias na 100.5 FM.

Nenhum comentário

Leave a Reply

Caderno de Esporte

Entretenimento

Mundo

Cat-5

Cat-6