Políticia

Cat-2

Paraíba

Brasil

» » MAIS DE 70% DOS RESERVATÓRIOS DA PARAÍBA ESTÃO EM SITUAÇÃO CRÍTICA OU EM OBSERVAÇÃO











Mais de 70% dos reservatórios paraibanos estão com volume abaixo do esperado. Segundo informações da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), dos 127 açudes mapeados, 50 estão em situação crítica (menor que 5% do seu volume total) e 39 estão em observação (volume total abaixo de 20% da capacidade máxima).

Um dos maiores açudes, o Mãe D’água, em Coremas, tem capacidade para 567 milhões de metros cúbicos de água, mas hoje só tem 4% de sua capacidade preenchida, com 23 milhões de metros cúbicos.

De acordo com a Defesa Civil Estadual, 31 municípios estão em colapso total. O pior cenário é encontrado nas regiões do Sertão e Cariri, onde a falta de chuvas tem deixado a população sem água. O reservatório do município de Riacho dos Cavalos, por exemplo, tem capacidade para 17,6 milhões de metros cúbicos de água, mas hoje conta com apenas 0,39% deste volume, pouco mais de 68 mil metros cúbicos.

O coordenador estadual da Defesa Civil, Jorge Sobreira, acredita que este cenário vai persistir nos próximos meses. “Este ano a escassez de chuvas deixou a situação pior do que o ano passado. Com a entrada do Rio São Francisco, o eixo Leste conseguiu ter mais água, mas no Sertão a situação está crítica. Talvez tenha chuva em janeiro, mas precisaríamos de pelo menos dois anos seguidos de boas chuvas para resolver a situação”, disse.

Outro município afetado pela alta estiagem, segundo a Defesa Civil Estadual, é Teixeira. Lá, 3 dos 4 reservatórios da Bacia de Espinharas estão em estado crítico. O açude Bastiana tem capacidade para 1,2 milhão de metros cúbicos de água, mas hoje conta com apenas 134 litros (0,01% da capacidade total); o açude Riacho das Moças tem capacidade para 6,4 milhões de metros cúbicos, mas só possui 23,9 mil. Já o açude Sabonete, que poderia acumular 1,9 milhão de metros cúbicos de água, está vazio.

Para resolver o problema da falta d’água, a Defesa Civil elaborou um projeto de abastecimento por carros-pipa aos municípios afetados pela estiagem. O problema é a liberação dos recursos por parte do Governo Federal. “Desde agosto o projeto foi aprovado. Os recursos são na ordem de R$ 9,5 milhões, mas até agora não foi liberado nem temos previsão de quando será”, explicou Jorge Sobreira.
«
Próxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Sobre Jacy Mendonça

Filho de Santa Rita, radialista do programa Jornal 100.5 Notícias na 100.5 FM.

Nenhum comentário

Leave a Reply

Caderno de Esporte

Entretenimento

Mundo

Cat-5

Cat-6